Panorama Socioeconômico - ACISBS - Panorama Socioeconômico de Sâo Bento do Sul - ACISBS

Atualização: 25/04/2017

VOCÊ ESTÁ EM: Infraestrutura

SEGURANÇA PÚBLICA


Fonte: Prefeitura Municipal de São Bento do Sul (2016)

 

Polícia Militar de Santa Catarina: 23º BPM

Histórico

 

Os primeiros relatos sobre a chegada da força policial em São Bento do Sul remontam aos anos de 1880, onde havia somente um policial militar. em maio de 1973 foi ativado o destacamento de polícia militar, sob o comando do 3º sargento Ernesto Gonçalves de Almeida. Este destacamento com o crescimento da cidade foi elevado a pelotão, companhia, guarnição especial e atualmente comporta o 23° Batalhão de Polícia Militar que foi inaugurado no dia 20 de maio de 2009. Situado na Avenida dos Imigrantes, nº 995, Bairro Progresso, sob o comando do Exmo. Sr. Tenente Coronel Fabiano Dias Perfeito, com área total

 

Em maio de 2015 foi comemorado os 180 anos de atuação da Polícia Militar de Santa Catarina.

ACISBS - Fabiane Pickusch Costa

 

Efetivo e viaturas

 

Atualmente o 23º BPM, é responsável pela Segurança Pública nas Cidades de São Bento do Sul, Rio Negrinho e Campo Alegre. O efetivo total é de 129 Policiais Militares, sendo que exclusivamente para São Bento do Sul operam 71 Policiais Militares. O 23º BPM conta com uma frota de 24 veículos seminovos, entre viaturas destinadas ao rádio patrulhamento, operações de trânsito e transporte de tropa. Deste total, com exceção a 05 viaturas repassadas pela Secretaria de Segurança Pública no final de 2013, todas as demais foram adquiridas pelo extinto Fundo de Reaparelhamento da Polícia Militar (FUMREPOM), convênio de trânsito, convênio de rádio patrulha e uma doação do Poder Judiciário. Destaca-se que 100% dos veículos estão equipados com o sistema de rastreamento da frota.

 

Atualmente o 23º BPM é responsável pela segurança pública nas Cidades de São Bento do Sul, Rio Negrinho e Campo Alegre. O efetivo total é de 129 policiais militares, sendo que exclusivamente para São Bento do Sul operam 71 policiais. O 23º BPM conta com uma frota de 24 veículos seminovos, entre viaturas destinadas ao rádio patrulhamento, operações de trânsito e transporte de tropa. Deste total, com exceção de 05 viaturas repassadas pela secretaria de Segurança Pública no final de 2013, todas as demais foram adquiridas pelo Fundo de Reaparelhamento da Polícia Militar (FUMREPOM), convênio de trânsito, convênio de rádio patrulha e uma doação do Poder Judiciário. Destaca-se que 100% dos veículos estão equipados com o sistema de rastreamento da frota.

 

Em 2015 a Polícia Militar recebeu um utilitário Renault Máster, modelo microônibus com 16 lugares, cujo investimento foi de R$ 141.500,00, através de convênio de trânsito.

 

 

Em 2016 além da habilitação dos policiais para uso e emprego de armas longas calibre .40, calibre .30 e calibre .556, foi formado e criado o Grupo Tático no 23º BPM, que consiste em guarnições reforçadas para apoio às demais viaturas do policiamento ostensivo atuando em conjunto para soluções táticas.

 

Projeto PMSC Mobile

 

Desenvolve-se a nível estadual o Projeto PMSC Mobile, que consiste na utilização de um tablet, uma impressora térmica e uma estrutura veicular que permitem o policial militar de maneira digital e sem utilizar-se de formulários manuscritos, registrar as ocorrências e todos os atendimentos fornecidos pela Polícia Militar de dentro da própria viatura policial.

Esta nova ferramenta agiliza consultas cadastrais de interesse da Polícia Militar e proporciona uma gestão mais qualificada do atendimento das ocorrências.

.

 

Kit Policial Militar

 

Desde o ano de 2010, a Polícia Militar estipulou como compromisso que todo o policial que ingressar na corporação deveria estar equipado com o kit Policial Militar. O 23ºBPM já está com 100% do seu efetivo atendido. Fazem parte do Kit no formato de cautela individual, os seguintes materiais: 01 pistola .40 com 35 munições, 01 colete balístico, 01 algema, 01 tonfa, 01 cinto de guarnição.

 

Modalidades de policiamento

 

Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), através do 190, telefone de emergência da PMSC, local onde convergem as chamadas junto ao COPOM ao atendimento da população nas situações de emergência. Em 2012 junto ao COPOM, foi inaugurada a central de vídeo monitoramento no 23º BPM, com 10 câmeras trazendo o aumento da segurança.

 

Policiamento ostensivo motorizado: interligado com o Centro de Operações da Polícia Militar, através de rádio comunicação, as viaturas têm o objetivo da prevenção ao crime, porém atuam na repressão criminal das ocorrências policiais.

ACISBS - Fabiane Pickusch Costa

  • Policiamento ostensivo a pé: se caracteriza pela proximidade, simpatia e maior sensação de segurança ao cidadão. É a atividade de preservação da ordem pública, em cujo emprego o homem ou fração de tropa é devidamente identificado.

 

  • Policiamento ostensivo de trânsito: possui caráter focado na prevenção criminal. O policiamento ostensivo de trânsito abrange ainda ações de orientação do tráfego, fiscalização de documentos de porte obrigatório, retenção, remoção de veículos em situação irregular, autuação/infração de trânsito e campanhas educativas.

 

  • Policiamento comunitário: visando atender a segurança pública, é imprescindível a necessidade de unir esforços na busca de medidas que possam prevenir a possibilidade de ocorrências que venha a afetar o dia a dia da comunidade. Em função deste escopo, o 23º BPM, pauta as ações em parceria com os Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs) de Serra Alta, Centenário, Cruzeiro e Centro.

 

Programa educacional de resistência às drogas e à violência

 

O Programa educacional de resistência às drogas e à violência é um programa com caráter social preventivo, embasado nos princípios de funcionamento do Programa D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), criado em 1983. Inicialmente desenvolvido e aplicado pelo Departamento de Polícia e o Distrito Unificado de Los Angeles, EUA. Hoje está sendo copiado em todo o Brasil e em mais de 54 países, tem como objetivo prevenir o uso de drogas, através de ações focadas nas crianças em idade escolar, buscando o desenvolvimento de padrões de resistência para abordagens de oferta e pressões naturais do meio escolar e extraescolar.

 

  

ACISBS - Fabiane Pickusch Costa

 

PROERD é realizado pela Polícia Militar em parceria com a secretaria de educação, direção de escolas, professores, pais e comunidade, visam oferecer atividades educacionais em salas de aula, a fim de prevenir, reduzir o uso de drogas e a violência entre crianças e adolescentes.  A estratégia é ensinar as crianças a reconhecer drogas, compreender seus malefícios e como resistir às pressões e ofertas.

 

Fonte: 23º BPM (2016)

Já ultrapassa 17.000 formandos, sendo 15.124 alunos de 5º ano, 303 de 7º ano e 1052 alunos são das séries iniciais. O Projeto ainda conta com 621 pais, demonstrando que a abrangência deste Projeto vem qualificando pais, jovens e adolescentes junto a rede de ensino.

 

Ocorrências geradas

 

Fonte: 23º BPM (2016)

Ocorrências criminais (C) correspondem a 13,8%.

 

Fonte: 23º BPM (2016)

Mortalidade por 100 mil/hab.

SC tem o menor índice do país ------------ 8,7/100 mil/hab.

SBS está abaixo da média estadual------ 4/100 mil/hab.

 

 

 


Gerar PDF
Voltar
Panorama Socioeconômico - ACISBS - Infraestrutura

PANORAMA 2016 - VERSÃO PDF

Clique aqui para acessar a versão em PDF do Panorama Socioeconômico 2016

Versões Anteriores

Receba nossas novidades

Cadastre seu email aqui para receber as novidades e as atualizações do Panorama em Primeira Mão

Nós respeitamos sua privacidade, não usaremos seu email para SPAM